Pesquisa

SoundFactory em 2008

No último ano a SF foi metaforicamente atingida por um cataclismo. 2007 inicia com o desaparecimento súbito da nossa muito querida sala de concertos, e como se isso não bastasse, em menos de meio ano perde-se também acidentalmente a outra sede das operações, a mais genuína pista de dança de todas. O primeiro semestre de 2007 fica portanto registado como o período mais infeliz para a cena alternativa de assinatura SoundFactory, com o desaparecimento consecutivo e acidental das duas míticas moradas, Hard-Club e Swing.

Voltando atrás, o manifesto que originou este grupo espontâneo de trabalho pela música alternativa foi em pouco tempo passado da teoria à prática, com o desenvolvimento das actividades centradas quer na melhor discoteca do Porto, quer na melhor sala de concertos do país. Ou seja, melhor era impossível, e portanto outras actividades e localizações foram com relativa naturalidade passadas para segundo plano. Outros movimentos, locais, teriam por ventura esse papel. E no que à SF dizia respeito, tudo se foi concentrando em qualificar e intensificar cada vez mais as apostas/propostas desenvolvidas ao longo dos anos.

Mudam-se os tempos, mudam-se as moradas. A agenda de eventos tem agora sido servida por diversos clubes, como o Indústria, o Via Latina em Coimbra ou o Rock’s (hallowfest07) entre outros. No entanto, o primeiro semestre de 2008 será dedicado a uma reestruturação do plano de conspirações. Vários projectos serão descontinuados, outros remasterizados, e novos serão postos em prática. Entre Fevereiro e Abril a agenda estará desligada. A partir de Maio começam as surpresas…

.

2008.02.08



‹ Concertos em Torres Novas ‹      › Hard Club II ›